Multimédia

Em cerca de 3 minutos, o Presidente da ESGRA, Paulo Praça, insta os deputados da Comissão de Ambiente e Energia à resolução de matérias-chave para a sustentabilidade económica e ambiental do País, tendo como exigência basilar um ambiente de segurança e estabilidade legislativa.

ESGRA – Associação para a Gestão de Resíduos, AEPSA – Associação das Empresas Portuguesas para o Setor do Ambiente, e APEMETA – Associação Portuguesa de Tecnologias Ambientas foram recebidas em Audiência sobre o concurso da nova geração das Entidades Gestoras de Fluxos de Resíduos, na CAE – Assembleia da Repúblicas, no dia 6 de junho de 2023.

A Audiência, na íntegra, na AR TV, AQUI.

“Só através das parcerias é que podemos ter um melhor desenvolvimento, com resultados de sustentabilidade que sejam visíveis”.

Declarações de Carla Velez, Secretária-Geral da ESGRA – Associação para a Gestão de Resíduos, na abertura do “VII Encuentro Internacional de Tecnologías Ambientales”, promovido pela APEMETA – Associação Portuguesa De Empresas De Tecnologias Ambientais.

Carla Velez destacou o salto qualitativo de Portugal entre 1995 e 2005, com a erradicação de 341 lixeiras a céu aberto: “Foi uma evolução muito grande na gestão de resíduos urbanos, assim como infraestruturar o país, dotando-o de instalações e equipamentos que permitiram ser capazes de tratar e recolher todos os resíduos produzidos”.

Chamando a atenção para a necessidade de voltar a haver um “novo empenhamento”, tal como existiu com as lixeiras, no sentido de se dar um “salto qualitativo no desenvolvimento da atividade de gestão de resíduos urbanos”, a responsável dá nota que a digitalização dos sistemas e o seu funcionamento em rede permite a monitorização e acompanhamento de toda a atividade e agilidade de processo.

“Aguardamos ainda o novo investimento de 600 milhões de euros, de modo a que se possa dotar estas infraestruturas de melhorias, mas também criar novas soluções que permitam ao sistema de gestão de resíduos urbanos atingir um novo patamar de desenvolvimento e resultados”.*

*Veja o vídeo do Encontro; e leia a notícia da Ambiente Magazine.

2022.10.25 – ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA – AUDIÊNCIA ESGRA NA COMISSÃO DE AMBIENTE E ENERGIA

A ESGRA, representada pelo Presidente, Paulo Praça, e pela Secretária-geral, Carla Velez, foi recebida na terça-feira, 25OUT, na Assembleia da República, em Audiência parlamentar na Comissão de Ambiente e Energia, onde apresentou situações da atividade dos Sistemas de Gestão de Resíduos Urbanos (SGRU) que se destacam pela necessidade de resolução e de atenção ao Setor, e propôs medidas concretas de resolução.

2022.05.19 – TRATOLIXO ENTREVISTA VERDE CARLA VELEZ, ESGRA

A rubrica “Entrevista Verde”, da autoria da Tratolixo, foi criada, para comunicar boas práticas ambientais, promover comportamentos cívicos e dinamizar iniciativas. A ESGRA aceitou o honroso convite da Tratolixo e participou na iniciativa. Neste episódio da “Entrevista Verde”: Carla Velez, Secretária-geral da ESGRA.

2022.05.12 – TRATOLIXO ENTREVISTA VERDE – PAULO PRAÇA, ESGRA

A rubrica “Entrevista Verde”, da autoria da Tratolixo, foi criada, para comunicar boas práticas ambientais, promover comportamentos cívicos e dinamizar iniciativas. A ESGRA aceitou o honroso convite da Tratolixo e participou na iniciativa. Neste episódio da “Entrevista Verde”: Paulo Praça, Presidente da ESGRA.

2022.03.08 – NOVO VERDE PACKAGING ENTERPRISE AWARD – DEBATE – PARTICIPAÇÃO DE CARLA VELEZ, ESGRA

A ESGRA participou no debate, realizado no âmbito do Novo Verde Enterprise Packaging Award, representada pela Secretária-geral, Carla Velez: “Rethink & Repack – Novas Tendências do Setor das Embalagens”. Carla Velez integrou uma Mesa Redonda, transmitida também em streaming pelo Expresso, com intervenientes que debateram toda a cadeia de valor, desde a investigação e conceção, à distribuição, e ao tratamento e preparação das embalagens para reutilização e reciclagem.

2020.03.04 – ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA AUDIÊNCIA ESGRA NA COMISSÃO AMBIENTE

A ESGRA foi recebida na Assembleia da República pelos deputados do Grupo de Trabalho da Comissão Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, onde, depois de uma breve apresentação d a Associação e da situação atual do setor da gestão de resíduos urbanos, destacou os principais constrangimentos à necessária estabilidade da atividade dos SGRU com vista, nomeadamente, à superação dos novos desafios das recolhas seletivas de biorresíduos e embalagens e ao cumprimento da redução drástica da deposição de resíduos em aterro.

2017.01.28 RTP2 – PROGRAMA BIOSFERA – RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS – PARTICIPAÇÃO DE PAULO PRAÇA, ESGRA

O Presidente da Direção da ESGRA participou no programa com o objetivo de esclarecer o público sobre os desafios que o setor dos resíduos enfrenta na tentativa de cumprir as metas de reciclagem definidas pela Comissão Europeia. No caso português, as metas foram estabelecidas de forma distinta, Sistema a Sistema, com critérios questionados pelos SGRU, e que, afirma Paulo Praça, devem ser redefinidos na revisitação do PERSU 2020.