Monthly Archives: Junho 2016

  • 0

Sustentabilidade e Ambiente na Cidade MAIS – Porto, 7 a 10 de julho

Logo_CidadeMais_Website

São 4 dias dedicados à sustentabilidade e ao ambiente, num evento gratuito e dedicado a todos os cidadãos. Trata-se de um evento onde se pretende que todos ensinem e aprendam.

Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett

O tema da edição de 2016 é “Território Sustentável: Espaço, Mobilidade, Economia Circular”. Nos dias 7 e 8 de julho o Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett é palco para um debate de ideias e estratégias no âmbito do ambiente e da sustentabilidade, com a presença de intervenientes nacionais e internacionais.

conferência 7 julho

 

conferência 8 julho

Jardins do Palácio de Cristal

A Praça Empresarial é um espaço dedicado ao encontro e à promoção de empresas. Inclui um espaço central, RedeMais, de apresentação, discussão, realização de oficinas temáticas, tertúlias, convívios.

O e-Rossio é um espaço dedicado ao encontro e à promoção de empresas no âmbito da mobilidade elétrica, com exposição e realização de test-drives de veículos, skates e bicicletas.

e-rossio

Informações detalhadas sobre o evento no site da organização, AQUI.

 

 


  • 0

Guias Eletrónicas de Acompanhamento de Resíduos em funcionamento no segundo semestre de 2016

e-gar

As Guias eletrónicas de acompanhamento de resíduos (e-GAR) deverão poder ser legalmente utilizadas para acompanhar o transporte de resíduos a partir de julho deste ano.

A utilização das e-GAR será voluntária até ao final do ano, decorrendo até dezembro um período transitório e de adaptação em que poderão continuar a ser utilizados os modelos 1428 e 1429 da INCM, bem como as guias RCD.

A partir de janeiro de 2017 apenas serão legais as guias de acompanhamento  de resíduos emitidas no Sistema Integrado de Licenciamento do Ambiente (SILiAmb): as e-GAR.

Enquadramento legal

A desmaterialização das GAR está prevista desde 2011 com a publicação do Decreto-Lei n.º 73/2011, de 17 de Junho que precedeu a alterações ao RGGR (Decreto-Lei n.º 173/2008, de 26 de Agosto): o Artº 21 previa transporte de resíduos com e-GAR, remetendo para norma técnica a aprovar por portaria, sendo que a Portaria n.º 335/97 se mantinha em vigor até essa publicação (n.º10 do Artº76).

A e-GAR aguarda a publicação de uma portaria conjunta dos membros do Governo responsáveis pelas áreas do ambiente e dos transportes (n.º2 do Artº 21).

Principais características da e-GAR

  • Aplica-se ao transporte rodoviário, ferroviário, marítimo e aéreo de resíduos, em território nacional.
  • Irá substituir as atuais guias de acompanhamento de resíduos (GAR), as guias de acompanhamento de resíduos hospitalares (GARH) e as guias de acompanhamento de resíduos de construção e demolição (GARCD, Portaria 417/2008).
  • Baseia-se na lógica, regras de utilização e estrutura da GAR mod. INCM n.º 1428, no sentido de permitir inserir um produtor, um resíduo e um Operador de Gestão de Resíduos (OGR).
  • Difere do modelo anterior no sentido em que permite vários transportadores (sequenciais).
  • As organizações envolvidas têm de estar obrigatoriamente registadas no SILiAmb e criar os estabelecimentos (localizações).
  • A emissão da e-GAR deve ser efetuada pelo produtor. Pode ser feita em nome do produtor por um dos outros intervenientes (transportador, OGR) desde que o produtor valide o documento.
  • Possui mecanismos de validação e correções entre o produtor e o OGR.
  • Acompanha o transporte dos resíduos em papel impresso ou em formato digital.
  • A autenticidade pode ser verificada por consulta externa direta, sem necessidade de credenciação no SILiAmb.
  • Tem especificidades para resíduos hospitalares (LER 18XXXX ) e para lamas (LER 190805, 200304, 020106, 020305, 020403, 020502, 020702 e 030311).
  • A e-GAR estará acessível através das diversas plataformas web existentes.

app e-gar
Fonte desta notícia: site da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).


  • 0

Entregue a Pronúncia, aguardam-se novos desenvolvimentos do processo de licenciamento do SIGRE

A ESGRA remeteu a sua pronúncia, no âmbito da audiência prévia de interessados, relativa ao processo de licenciamento de entidades gestoras do Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE), dentro do prazo estipulado em Despacho emitido pelo Secretário de Estado do Ambiente.

Considerando que 10 dias úteis é um prazo curto para analisar com rigor um processo desta importância e complexidade, ainda assim a ESGRA empreendeu todos os esforços no sentido de apresentar uma proposta construtiva para o normal desenvolvimento de um processo que teve origem há cerca de meia década, não tendo requerido prorrogação do prazo de audiência prévia de interessados. 

Num esforço de trabalho intenso a Associação teceu considerações devidamente fundamentadas com vista à concretização, pelo Governo, do processo de licenciamento do SIGRE, em termos que beneficiem o setor dos resíduos e os seus intervenientes, entre os quais os Sistemas de Gestão de Resíduos Urbanos (SGRU) associados da ESGRA.

O despacho relativo ao modelo de contrapartida financeira, pela sua importância e complexidade, mereceu uma abordagem mais aprofundada e o esforço combinado da ESGRA  e  da EGF que, em representação do SGRU Intermunicipais e Multimunicipais, apresentaram um documento conjunto sobre o projeto de despacho relativo aos valores de contrapartida.


  • 0

Inauguração da Central de Tratamento e Valorização de Resíduos da Ilha Terceira

TERAMB_1

A Cerimónia de Inauguração da Central da TERAMB realizou-se no dia 29 de junho, nas instalações desta Associada da ESGRA.

Em outubro de 2015 a Central da TERAMB começou a funcionar, em fase de testes. Esta fase foi necessária para a obtenção de certificação por parte da Direção Regional do Ambiente e do fabricante.

A conclusão da obra, segundo o Presidente da Câmara de Angra do Heroísmo, Álamo Meneses, “decorreu de forma exemplar”.

Paulo Monjardino: “Há muito trabalho a concretizar”.

A Ilha Terceira deverá, este ano, reciclar e reutilizar mais de 4 mil e 200 toneladas de resíduos, podendo atingir as 7 mil toneladas de materiais reciclados. Paulo Monjardino, Administrador da TERAMB, refere estes dados, recordando que a redução verificada em anos anteriores aconteceu com todos os fluxos, tendo a TERAMB recebido, entre 2011 e 2014 menos cerca de 15% de resíduos indiferenciados.

Teramb_1

Atualmente, afirma o administrador da TERAMB, a Central está a queimar 120 toneladas de resíduos por dia, provenientes da recolha de material indiferenciado, da trituração de objetos volumosos e da limpeza de bolsas do Aterro Intermunicipal.

 

 

A capacidade anual prevista da Central de Tratamento e Valorização de Resíduos da Ilha Terceira é de 40 mil toneladas. Só da Ilha Terceira, a Central deverá processar 25 mil toneladas de resíduos domésticos, prevendo-se que processe também 8 mil toneladas de resíduos animais, 3 mil de resíduos de mobiliário e 2 mil toneladas de resíduos não perigosos. Se a quantidade de resíduos produzidos na Terceira e nas restantes ilhas dos grupos central e oriental não for suficiente para garantir a capacidade de processamento anual prevista, é possível ainda processar na Central, anualmente,  entre 5 a 8 mil toneladas do passivo de aterro, salientou Paulo Monjardino. Segundo o administrador da TERAMB, 40% dos resíduos depositados em bolsas, estimados, no total, em cerca de 1 milhão de toneladas, dariam para alimentar a Central durante 10 anos.

terceira

A Central de Tratamento e Valorização de Resíduos da Ilha Terceira deverá, assim, resolver o passivo ambiental da ilha, limpando parte do Aterro Sanitário e evitando a criação de novas bolsas.

Estima-se que nos próximos 30 anos, período de vida útil calculado para a unidade, serão necessárias apenas duas bolsas de resíduos onde serão depositadas as escórias, numa, e, na outra, as cinzas da Central.

 

Fontes desta notícia: Site da TERAMB, Portal da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, Açoriano Oriental.

 

 

 


  • 0

“Águas e Resíduos, Perspetivas de Futuro” em debate na UBI – Covilhã: 17 de junho

imagem ciclo de debates UE_5

Integrado num ciclo de debates organizado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros / Secretaria de Estado dos Assuntos Europeus, realiza-se esta sexta-feira, 17 de junho, pelas 15 horas, na Universidade da Beira Interior, o quinto dos 10 debates propostos no Programa “Integração de Portugal na União Europeia – 30 Anos, 10 Debates”, com entrada livre.

“O que mudou em Portugal em 3 décadas? Qual o impacto das políticas europeias nas vidas dos portugueses?” Ao longo de 2016, em 10 cidades do País, membros do Governo, deputados do Parlamento Europeu e da Comissão de Assuntos Europeus da Assembleia da República e oradores indicados pelos ministérios em cujas áreas de governação as políticas comunitárias tiveram mais impacto vão refletir, em sessões abertas à participação dos cidadãos, sobre 10 temas:

Liberdade de circulação, Ciência, Igualdade, Regiões ultraperiféricas, Ambiente, Política de mar, Educação, Turismo, Competitividade e Agricultura.

Relativamente ao tema “Ambiente”, o debate incide sobre o desenvolvimento e o impacto das políticas europeias e a sua aplicação / aplicabilidade em Portugal, nos setores das Águas e dos Resíduos.

Imagem vídeo SEAE

Programa do Debate “Águas e Resíduos, Perspetivas de Futuro”

15:00 – Abertura

Margarida Marques, Secretária de Estado dos Assuntos Europeus

Pedro Serra, TPF Planege – Consultores de Engenharia e Gestão, S.A.

Debate

João Matos Fernandes, Ministro do Ambiente

Marisa Matias, Deputada ao Parlamento Europeu

Eurico Brilhante Dias, Deputado à Assembleia da República

Moderador

António Perez Metelo


  • 0

Terre de Femmes premeia eco-empreendedorismo feminino

cartaz terre de femmes

Estão abertas as candidaturas para mulheres a partir dos 18 anos de idade que queiram submeter à Fundação Yves Rocher um projeto ambientalmente sustentável.

As candidaturas podem ser enviadas para o endereço postal da Fundação ou por email, até ao dia 30 de setembro.

Na avaliação preliminar dos projetos recebidos, o júri terá em consideração o cumprimento de alguns critérios chave:

– ligação dos projetos ao ambiente;

– projetos desenvolvidos por uma mulher;

– projetos em fase de realização à data de receção do dossier de candidatura;

– os projetos devem oferecer perspetivas duradouras;

– os projetos devem implicar benefícios para a comunidade / devem ser do interesse geral.

Nesta nova edição do Prémio Terre de Femmes, a organização aceita, para além de iniciativas de entidades sem fins lucrativos, candidaturas de projetos de natureza comercial, desde que os mesmos cumpram os critérios de alcance socioambiental.

A vencedora do Prémio receberá 10 mil euros e participará no Grande Prémio Internacional que atribuirá também 10 mil euros à vencedora, de entre todas as candidatas de todos os países em competição.

A candidata distinguida pelo júri com uma menção honrosa receberá 3 mil euros.

TF no mundo

Nas edições anteriores do Prémio Terre de Femmes, diversas mulheres portuguesas se distinguiram pelo eco-empreededorismo, em Portugal e a nível internacional.

Um exemplo é Inês Rodrigues, vencedora da 7ª edição do Prémio Terre de Femmes Portugal, com o projeto ‘Tabanca Solar” que tem como principal objetivo dotar as aldeias (tabancas) da Guiné-Bissau com tecnologia solar, tornando-as energeticamente sustentáveis, ao mesmo tempo preservando o meio e os recursos naturais.

2015 Inês Rodrigues

A par do projeto “Tabanca Solar”está também em desenvolvimento um projecto-piloto para a recolha de resíduos nos mercados semanais, com a participação técnica da Lipor, parceira da Educafrica, a Organização Não Governamental (ONG) que deu origem a ambos os projetos.

Dos objetivos deste projeto-piloto consta, para além da recolha de resíduos, a realização de ações de sensibilização na Guiné com um grupo de jovens para que, por um lado, estes reconheçam a importância da recolha dos resíduos produzidos nos mercados e, também, aprendam a valorizar os resíduos, reutilizando alguns materiais.

 

 

 

 

 


  • 0

Resíduos do Nordeste na Semana da Energia e do Ambiente, em Mirandela

RESÍDUOS DO NORDESTE_1

A Resíduos do Nordeste convida à participação de todos na Semana da Energia e do Ambiente que acontece em Mirandela, de 23 de maio a 7 de junho.

Divulgamos o cartaz da Semana da Energia e do Ambiente em Mirandela, durante a qual a Resíduos do Nordeste, em colaboração com o Município desenvolverá algumas atividades.

 

 

RN - cartaz semana energia e ambiente


  • 0

Lipor celebra Dia Mundial da Criança e dia Mundial do Ambiente no Parque Aventura

LIPOR_1

No sábado, 4 de junho, a Lipor convida a uma visita ao Parque Aventura: lá, poderá responder à pergunta do mês e habilitar-se a ganhar prémios! Poderá também disfrutar livremente das diversas valências e equipamentos que o Parque coloca à disposição dos visitantes.

No domingo, e porque se celebra o Dia Mundial da Criança e do Ambiente, o Parque da Lipor dedica todas as suas atividades aos mais pequenos. Durante todo o dia estará no Parque um insuflável “Obstáculos e Escorrega” para fazer as delícias dos pequenos visitantes!

De manhã haverá Workshops de reciclagem / reutilização e a tarde será dedicada à música reciclada, com Mini concertos com instrumentos reutilizados.

Durante o mês de junho serão dinamizadas no Parque Aventura da Lipor inúmeras atividades dirigidas a todos os públicos, com atividades das 10h00 às 19h00.
Programa dia 04 de junho:

10h00-19h00 Fruição livre do Parque
Pergunta do mês

Programa dia 05 de junho – Celebração Dia Mundial da Criança/ Ambiente:

10h00-19h00 Fruição livre do Parque

10h00-18h00 Insuflável “Obstáculos e Escorrega”

10h30-12h30 Workshops reciclagem / reutilização*

Mini concertos com instrumentos reutilizados

15h30 Orquestra Comunitária Mundo em Campanhã

17h30 Xilobaldes

* Os interessados em participar deverão trazer jornais velhos e cápsulas de café.

Durante todo o dia – Utilização dos equipamentos do Parque Aventura (Circuito de Arborismo, Minigolfe, Parque Infantil, Parque Radical, Circuito de Manutenção, Bicicletas, Matraquilhos, Espaço Leitura, Jogos Tradicionais, Jogos Cooperativos,…) e para 2016 uma nova surpresa: Funny Spray!!!!

Esta é uma iniciativa integrada no Plano de Atividades de 2016 de dinamização do Parque Aventura Lipor.

 


  • 0

Marque na agenda o dia 4 de junho: A Gesamb celebra a 7ª edição do Dia Portas Abertas

GESAMB_1

O lema da Gesamb: receber todas as pessoas de braços bem abertos nas suas instalações e oferecer a todos várias atividades que aliam a diversão à aprendizagem e associam o convívio ao potencial de fazer novas amizades!

Há várias formas de participar no dia 4 de junho, na Gesamb.

O visitante pode optar por se inscrever previamente na Caminhada da Reciclagem ou, se for um pouco mais desportista, no Percurso de BTT de 25 km -mas que este ano é fácil. Ou pode simplesmente juntar-se à Gesamb na Estrada das Alcaçovas e fazer compras no Bio Mercado ou na Feira dos Resíduos e Talentos ou, ainda, participar num workshop de reutilização de resíduos.

Os mais novos terão várias atividades para brincar e aprender, como nos anos anteriores. No entanto este ano poderão também ver um pequeno Teatro de Marionetas – “O Lixo do Sr. Bartolomeu”.

A equipa da Gesamb já se preparou, e você, vai fazer-lhes uma visita?

A Gesamb espera por si!

cartaz gesamb dia portas abertas

 


  • 0

Braval abre Ecoparque às famílias no Dia Mundial do Ambiente

BRAVAL_1
No dia 5 de junho, domingo, pelas 11 horas, de forma a assinalar o Dia Mundial do Ambiente, a Braval irá abrir, mais uma vez, as portas do Ecoparque Braval, a quem quiser ficar a conhecer melhor o destino dos resíduos produzidos.
Os interessados deverão inscrever-se previamente, até 2 de junho, através do 253639220 ou braval@braval.pt, pois o número de participações é limitado, informando o nome, contato e número de acompanhantes.
A Braval irá oferecer um Kit ecoponto a cada família, em troca da entrega de resíduos recicláveis: embalagens, papel, vidro, pilhas, óleos alimentares usados ou equipamentos elétricos e eletrónicos.
cartaz braval dia mundial ambiente